livros

música

agenda

aus deutschen verlagen

pubicações científicas

setembro / september
2002

angola

brasil

cabo verde

guiné-bissau

moçambique

portugal

são tomé
e príncipe

timor lorosae

bestellen

suchen

impressum

home

tfm-online


O Rappa em Montreux
– O discurso poderoso do som

Montreux, Suíça - Quando a primeira noite brasileira do Festival de Jazz de Montreux deste ano começou, nada fazia crer que poucos minutos depois estaria adentrando o palco O Rappa, banda que forma junto aos Racionais MCs a linha de frente da constestação político-musical no Brasil pop contemporâneo. Imagine só a cena: de repente entram dez suíços vestidos em trajes folclóricos, tocando sinos enormes, como quem conduz o gado leiteiro de volta ao estábulo. A platéia reage espantada, diante de tal absurdo. Os marmanjos saem meio sem jeito com o público em alvoroço, e chegam então Claude Nobs - o simpático mentor e principal responsável pelo evento - e o produtor brasileiro Daniel Rodrigues para apresentarem a noite. Claude veste uma camisa da seleção brasileira com somente quatro estrelas, Daniel protesta e estouram nos telões do auditório Stravinski as cenas do Brasil na Copa. As magníficas jogadas de Ronaldinho Gaúcho contra a Inglaterra, os gols de Ronaldo na final com a Alemanha e a manha de Rivaldo levam os espectadores brasileiros ao delírio. Era a senha definitiva para a entrada do Rappa, que a partir daí virava o jogo, mostrando um Brasil longe dos clichês.

O grupo chegou atacando com aquele som pesado que lhe é característico, cheio de dubs, articulando hip hop com samba, reggae, rock, e dobrando aos poucos a resistência daqueles que esperavam algo mais afinado com as outras duas atrações da noite, que eram Daniela Mercury e Harmonia do Samba. O vocalista Falcão estava num de seus melhores dias, dando todo o gás em músicas como »Cristo e Oxalá«, »Todo Camburão Tem um Pouco de Navio Negreiro« e »O Homem Bomba«. Seus trajes, de brasileiro não tinham nada: mais parecia um hipotético integrante jamaicano do Red Hot Chilli Peppers. E ele pouco se dirigiu à platéia em outra língua, que não em português. Mas não fez falta. Falcão sabia bem quem eram os músicos que estavam lá com ele e a sonoridade que tinha para defender. »Foi um show totalmente atípico da gente no estrangeiro«, comentou o baixista Lauro Farias, »nós tocamos realmente como se estivéssemos em casa«, completou.

Depois vieram »Lado B, Lado A«, »A Minha Alma«, »Vapor Barato« e »Homem Amarelo«, com Thomas Hirtt cuidando da iluminação nervosa, imprimindo a tragicidade adequada ao tema da injustiça social, permanente na obra de O Rappa.

O baterista, letrista e principal líder do grupo, Marcelo Yuka, não pode estar presente nos primeiros shows de O Rappa no verão europeu em virtude do tratamento de fisioterapia que está tendo no Brasil, mas ele ainda deve participar de uma das apresentações do grupo antes da turnê européia acabar na Inglaterra, no Festival Womad.

O show do Rappa em Montreux foi o pontapé inicial da primeira grande turnê do grupo brasileiro pela Europa. Foram cerca de vinte dias de rodagem pelo chamado Velho Continente, passando pela Itália, Inglaterra, Alemanha e Suíça. Ao contrário do Cidade Negra, grupo que também brotou da cena reggae-africana surgida no Rio de Janeiro nos anos 80, O Rappa não tem muitas pretensões com relação ao mercado estrangeiro. "O Brasil é muito grande", dizem eles.

Felipe Tadeu
brasilkult@aol.com
com colaboração de Gisela Pimentel


diese Seite in Deutsch

Felipe Tadeu

Felipe Tadeu, 39,
é jornalista especializado em música brasileira e produtor
do programa radiofônico Radar Brasil (Rádio Darmstadt). Radicado na Alemanha
desde 91, o autor é também conhecido como DJ Fila.
email: brasilkult@aol.com


edições anteriores:

»fogo encantado«


»Lula Queiroga«
»solo para Pina Bausch«
»Suzana Salles«
»John Lennon«
»Ângela Rô Rô«
»Flavia Virginia«

homepage oficial do rappa

lado B lado A












nova cultura (issn 1439-3077) www.novacultura.de
© 2002 Michael Kegler, sternstraße 2, 65719 hofheim / novacultura@gmx.de

TFM-Zentrum für Bücher und Schallplatten in portugiesischer Sprache www.tfm-online.de
disclaimer / Haftungsausschluss