livros

música

agenda

aus deutschen verlagen

pubicações científicas

literatrip

angola

brasil

cabo verde

guiné-bissau

moçambique

portugal

são tomé
e príncipe

timor lorosae

bestellen

suchen

impressum

home

tfm-online


»essa palavra margem«


quem primeiro domesticou a palavra margem foi guimarães rosa. depois foi invadido por marés de margens...

depois pode-se apontar

margem de rio

margem da página

margem do momento [ou momento à margem]

margem-só

terceira margem [do rio, das pessoas, do amor]

poeta à margem

poesia das margens

margem de gente

à margem da vida

vidas sem margem

ficas sem margem

na margem da vida

margem de vinda

margem de ida

margens de chegada [com canoas, jangadas, embarcações]

margem adiada

margem odiada

margens dos cegos, dos gagos

a margem dos que estão

à margem dos que não estão

margem da liberdade [de pisar o chão]

à margem da verdade

margem da lágrima

minha margem

na margem

do meu poema.

[a terceira margem da pessoa – é o outro...?]

Ondjaki



Ondjaki nasceu 1977 em Luanda, e é licenciado em sociologia. O seu primeiro livro de poesia foi publicado em 2000: Actu Sanguíneo. No mesmo ano saiu o romance Bom dia, Camaradas, pela editora angolana Chá de Caxinde. Em 2001 publicou o livro de contos Momentos de Aqui, e em 2002, além da poesia de Há Prendisajens com o Xão, o romance O Assobiador. O seu romance de estréia foi reeditato em Portugal, em 2003. Entretanto já apresentou um novo livro: Ynari, a menina das cinco tranças.

Livros disponíveis:

Bom Dia, Camaradas (Romance / 2000 / 2003)

Momentos de Aqui
(Ficção / 2001)
Há Prendisajens com o Xão
(Poesia / 2002)
O Assobiador
(Romance / 2002)

© Ondjaki 2003


nova cultura (issn 1439-3077) www.novacultura.de
© 2002 Michael Kegler, sternstraße 2, 65719 hofheim / novacultura@gmx.de

TFM-Zentrum für Bücher und Schallplatten in portugiesischer Sprache www.tfm-online.de
disclaimer / Haftungsausschluss