Home

livros

música

agenda

aus deutschen verlagen

temas e estudos

april / abril
2004

angola

brasil

cabo verde

guiné-bissau

moçambique

portugal

são tomé
e príncipe

timor lorosae

bestellen

suchen

impressum

home

tfm-online


josé saramago: ensaio sobre a lucidezJosé Saramago:
Ensaio sobre a Lucidez


Caminho
330 páginas

Tudo o que se sabia do novo romance de José Saramago, até ao dia de seu lançamento, era, que este seria um livro político, com potencial de desencadear uma grande polêmica. Acompanhado pela notícia de que o autor integrará a lista de candidatos da CDU às próximas eleições para o Parlamento Europeu, isto resultou, pelo menos, num marketing perfeito.
O livro chegou às livrarias simultaneamente no Brasil e em Portugal, um mês antes do trigésimo aniversário da revolução de Abril. Outra coincidência que não parece totalmente despropositada. E pela sinopse do romance, que as editoras (Caminho, em Portugal e Companhia das Letras, no Brasil) liberaram no dia 25 de Março, o livro promete muito:   

«Num país indeterminado decorre, com toda a normalidade, um processo eleitoral. No final do dia, contados os votos, verifica-se que na capital cerca de 70% dos eleitores votaram branco. Repetidas as eleições no domingo seguinte, o número de votos brancos ultrapassa os 80%.»

Uma das piores hipóteses para cada sistema que se diz democrático, a rejeição total de todas as propostas eleitorais, é ponto da partida para uma especulação sobre o sistema político, o seu caráter democrático ou antidemocratico, a cegueira do povo - ou a sua repentina lucidez. Uma esperança?

Quem conhece a obra de José Saramago saberá que o romance de certeza não oferecerá respostas óbvias ou fáceis, embora que as reacções das autoridades nesta situação romanesca sejam absolutamente previsíveis: Em vez de se interrogar sobre os motivos que terão os eleitores para votar branco, o governo decide desencadear uma vasta operação policial para descobrir qual o foco infeccioso que está a minar a sua base política e eliminá-lo.

Afirma-se por parte das editoras:

«Ensaio sobre a Lucidez, constitui uma representação realista e dramática da grande questão das democracias no mundo de hoje: serão elas verdadeiramente democráticas? Representarão nelas os cidadãos, os eleitores, um papel real, e não apenas meramente formal?»

«Se Ensaio sobre a Lucidez não causar polémica é porque a sociedade dorme», diz Saramago segundo numa entrevista à RTP. Pelo menos a atenção pública que o romance já teve, dá razão a certo optimismo.

-mk-

Todos os livros e CDs apresentados na novacultura estão disponíveis na Alemanha através do TFM-Centro do Livro e do Disco de Língua portuguesa: http://www.TFMonline.de

Compre este livro por
EUR 15,--
(promoção do TFM-Centro do Livro, para leitores da www.novacultura.de, válida até 30.04.04.) clique aqui
zur Bestellinformation


José Saramago nasceu na aldeia de Azinhaga (Golegã), em 1922. Fez estudos secundários (liceal e técnico) que, por dificuldades económicas, não pôde prosseguir. No seu primeiro emprego foi serralheiro mecânico, tendo exercido depois, diversas outras profissões: desenhador, funcionário de saúde e de previdência social, editor, tradutor, jornalista. Publicou o seu primeiro livro, um romance, em 1947. Colaborou como crítico literário na revista Seara Nova. Em 1972 e 1973 fez parte da redacção do jornal Diário de Lisboa. Pertenceu à primeira direcção da Associação Portuguesa de Escritores e foi, desde 1985 a 1994, presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi director-adjunto do jornal Diário de Notícias. A partir de 1976 passou a viver exclusivamente do seu trabalho literário, primeiro como tradutor, depois como autor. Em 1998 José Saramago foi laureado com o Prémio Nobel da Literatura.

Links zum Thema:
"novo livro promete polémica" (sapo.pt)

RTP
folha de são paulo
observatório da imprensa
Saramago kandidiert für das Europa-Parlament
Ouça
partes da sessão de lançamento em Lisboa

uma entrevista com José Saramago



nova cultura (issn 1439-3077) www.novacultura.de
© 2003 Michael Kegler, sternstraße 2, 65719 hofheim / novacultura@gmx.de

TFM-Zentrum für Bücher und Schallplatten in portugiesischer Sprache www.tfm-online.de
disclaimer / Haftungsausschluss